Problemas cardíacos mais comuns em jovens

As doenças cardiovasculares, ou seja, aquelas que afetam o coração e suas diferentes funções, são mais frequentes no setor da população acima de 40 anos que não mantém hábitos de vida saudáveis. No entanto, o aumento das diferentes condições cardíacas entre a população mais jovem, que está tendo um impacto crescente, é impressionante. Embora não exista uma fórmula que evite essas doenças, existem vários fatores que podem ser decisivos na prevenção de problemas cardiovasculares e que podem ter um impacto decisivo na saúde do coração.

Neste artigo do ONsalus, explicamos quais são os problemas cardíacos mais comuns em jovens e os fatores que podem influenciar quando sofrem.

Doença cardíaca congênita

Um dos principais problemas cardíacos nos jovens é esse grupo de doenças definidas por um conjunto de alterações do coração como resultado de defeitos nos mesmos durante o desenvolvimento do feto. Eles podem ser detectados durante a gravidez ou passam despercebidos e têm impacto na saúde das pessoas que sofrem mais tarde. Nesses casos, as causas mais frequentes são fatores genéticos, estado nutricional inadequado da mãe durante a gravidez ou como resultado de infecções ou substâncias tóxicas.

O problema com esses tipos de problemas cardíacos é que eles não precisam apresentar sintomas desde o início e variarão de acordo com a causa. No entanto, existem alguns que podem mostrar sinais desde o nascimento. Neste artigo, explicamos os tipos, causas e sintomas de doenças cardíacas congênitas.

Pressão arterial alta

A pressão alta, conhecida como pressão alta, é um dos principais fatores de risco quando se trata de problemas cardíacos mais graves. A verdade é que é uma condição perigosa, pois em muitos casos o paciente não está ciente de que está vivendo com essa condição, com o risco de que ela possa desencadear ataques cardíacos ou derrames. Alguns fatores de risco pelos quais um jovem pode ter esse problema cardiovascular são idade, sexo, raça ou fatores genéticos. Além disso, sofrem de excesso de peso, uma dieta rica em gordura e rica em sal ou uma vida sedentária também contribuem negativamente. Para detectar pressão alta, é essencial realizar exames anuais, pois, como dissemos anteriormente, geralmente não há sintomas.

Pacientes, jovens e idosos, que sofrem deste problema que afeta o coração, apresentam maior risco de sofrer ataques cardíacos, desenvolvendo doenças renais e outras condições, como glaucoma. Se você estiver interessado em saber mais neste artigo, explicamos as causas, sintomas e tratamento da pressão alta.

Arritmias

Arritmia é uma alteração do ritmo cardíaco pela qual os batimentos cardíacos podem acelerar ou desacelerar. Essas alterações são outro dos problemas cardíacos mais frequentes em jovens:

  • Taquicardia A frequência cardíaca é acelerada para que o coração não bombeie sangue adequadamente e o oxigênio não atinja diferentes partes do corpo. Alguns dos sintomas de taquicardia que podemos detectar são dores no peito, desmaios, problemas respiratórios ou tonturas.
  • Bradicardia Nesse caso, a frequência cardíaca é mais baixa que o normal. Por não bombear sangue suficiente, o coração falha em distribuir oxigênio suficiente para o corpo. Ele não precisa apresentar sintomas, embora alguns de seus sintomas sejam fraqueza, fadiga, tontura, síncope, dor intensa no peito ou problemas de memória.

Colesterol alto

É um dos problemas de saúde mais frequentes atualmente. O colesterol é parte dos fatores de risco pelos quais uma pessoa pode sofrer doenças cardíacas graves. É um acúmulo de gorduras nas artérias que dificulta a passagem do sangue e se tornou outro dos problemas cardíacos entre os mais jovens. Novamente, algumas das causas que podem causar essa condição são um estilo de vida saudável. Neste artigo, você pode verificar quais são os valores normais do colesterol para conhecer melhor os testes a serem executados e entender os resultados.

O colesterol é outro problema silencioso que, inicialmente, não precisa apresentar sintomas. No entanto, mais tarde, pode levar a problemas muito graves, como um ataque cardíaco.

Outros problemas cardiovasculares

Outras doenças cardíacas mais frequentes em pessoas acima de 40 anos, mas que também podem afetar jovens, são morte súbita e ataque cardíaco. Eles não devem ser confundidos; portanto, a seguir, explicamos as características que definem cada um:

  • Morte súbita É uma parada cardíaca súbita causada por um problema elétrico que causa irregularidades no batimento cardíaco. A principal causa é uma arritmia cardíaca que gera uma atividade elétrica ineficiente do coração e, como conseqüência, a atividade é interrompida. Essa parada repentina causa a morte dos tecidos devido à falta de oxigênio e pode causar a morte da pessoa ou deixar sequelas por toda a vida. Neste artigo, você pode verificar os sintomas e outros problemas de morte súbita.
  • Ataque cardíaco Outro dos problemas cardíacos que podem afetar um jovem, embora tenha uma incidência maior em adultos. Ocorre quando uma das artérias responsáveis ​​pelo fornecimento de sangue ao coração fica entupida, impedindo a passagem de sangue e, consequentemente, privando o corpo de oxigênio. Geralmente, é o resultado de um acúmulo de gordura nas artérias e os maus hábitos da vida geralmente são responsáveis ​​por um jovem que sofre um ataque cardíaco.

Neste artigo, mostramos como fazer uma ressuscitação cardiopulmonar, caso uma pessoa sofra de um grave problema cardíaco pelo qual perde a consciência.

A importância de ir ao médico

As doenças cardíacas são uma das principais causas de morte no mundo. Embora às vezes não possam ser evitados, levar em consideração os principais fatores de risco e levar um estilo de vida saudável é essencial para evitar o máximo possível de problemas cardíacos.

Por outro lado, levando em consideração que alguns dos problemas cardíacos mais frequentes em jovens podem ser assintomáticos, ir ao médico para um check-up anual é outro fator a ser considerado. Detectar qualquer doença cardíaca a tempo pode aumentar significativamente as chances de superá-la com sucesso, além de evitar outros problemas sérios.

Este artigo é meramente informativo, pois não temos poder para prescrever tratamentos médicos ou fazer qualquer tipo de diagnóstico. Convidamos você a consultar um médico em caso de apresentar qualquer tipo de condição ou desconforto.

Se você quiser ler mais artigos semelhantes aos Problemas cardíacos mais comuns em jovens, recomendamos que entre na nossa categoria de sangue, coração e circulação.

Recomendado

Emoções positivas e negativas: definição e lista
2019
Por que meus dentes são transparentes
2019
Quais são os receptores da dor e onde estão?
2019